Recomendações culturais para o fim do ano

Como universitária, digo Graças e Aleluias porque o fim do ano já chegou e FINALMENTE dá pra pensar em outras coisas que não sejam relacionadas a faculdade ou obrigações (embora as obrigações ainda existam, não existem elas). Então se você precisa dar uma descontraída no seu cérebro, tenho algumas indicações de coisas que vi ou estou vendo e, como dizem por aí, coisa boa tem que compartilhar! Então bora lá:

  1. Série: The Good Doctor

good_doctor_670x372_nobutton99893626

Para começar, vou indicar essa série maravilinda que por enquanto só tem uma temporada com 10 episódios, todos muito bem bolados e emocionantes (ou eu sou meeeeesmo muuuuuito manteiga). É sobre um médico cirurgião que tem autismo e savantismo. Para quem não sabe, autismo é um “transtorno de desenvolvimento grave que prejudica a capacidade de se comunicar e interagir” – características muito apropriadas para um cirurgião, não é mesmo? Já a síndrome de savant, é um distúrbio psíquico que faz a pessoa ser muito inteligente e ter memória mega fotográfica (sonho de consumo dos universitários).

Veja o TRAILER aqui

Então, a série é realmente interessante embora eu não tenha um pingo de gosto por ver pessoas abertas ou órgãos fora do corpo. O pesonagem principal, Dr. Murphy é aquele cara que a gente acompanha nos episódios e quer dar um abraço (mas ele não gosta de abraços anyways). Eu indico assistir porque 1) é uma série curta, então você não precisa gastar sua vida assistindo, 2) discute muito sobre preconceito em vários aspectos, 3) discute sobre a dificuldade ética e moral que o hospital pode ter em relação a prioridades e patrocínio para continuar ativo enquanto isso interfere na vida das pessoas e acho que o que mais agregou para mim foi 4) conhecer um autista, mesmo que de longe. Os atores são ótimos também.

Poréééém, tem alguns conceitos da série que eu sou muito contra, por exemplo, eles insistem muito em dizer que a mentira é algo necessário para você viver bem. Mas nada que um filtro de senso crítico não ajude. Enfim, eu não sou a maior fã de ficar parada sentada olhando para uma tela por muito tempo, mas The Good Doctor com certeza é uma série que eu veria de novo para refletir ainda mais no roteiro, nas falas e tudo mais.

Infelizmente ainda não está disponível para streaming, mas eu assisti nesse site aqui.

 

       2. Livro: Passando a Limpo: O banho da Roma Antiga até hoje

2528697
a imagem está uma M, mas tá valendo

Eu ainda não terminei de ler o livro, mas já estou recomendando porque ele é sensacional. A escritora e jornalista (quero esse título no meu currículo um dia) Katherine Ashenburg escreve de uma forma bem descontraída e fala na primeira pessoa da busca dela de produzir o material, então é uma leitura leve e gostosa. O título do livro já é bastante sugestivo em relação ao conteúdo, mas o que posso acrescentar do que li até agora é que tudo o que você sabe até hoje pode estar errado HAHA! E além disso é muito interessante ver como outras culturas lidam com a higiene pessoal e repensar os nossos próprios costumes. Bom, só posso dizer isso no momento, mas #ficadica. Você pode encontrar o livro para comprar nesse link aqui, embora eu tenha achado em uma feirinha por 10 pila (Curitiba sua linda <3).

 

        3. Documentário: Minimalist, a documentary about the importar things

maxresdefault

Aaaaaaah! Sabe aquelas coisas que você assiste e depois tem que ficar parada olhando pro teto pensando na sua vida e se perguntando: “como eu nunca pensei nisso antes?”. Pois é, a primeira vez que vi algo sobre minimalismo só passei o olho e nem me aprofundei no assunto, mas enquanto caçava documentários para ver na Netflix achei esse e já era.

São dois amigos que falam sobre o conceito de minimalismo, como eles chegaram a esse estado de “espírito” ou de sei lá, de falta de materialismo HAHA! É muito interessante. Já assisti duas vezes :B Acho que é algo no mínimo interessante para assistir nesse final de ano super capitalista e começar o próximo ano com tudo no lugar ideal.

Se ainda estiver com medo de dar um passo para um caminho sem volta, assista o trailer pelo menos e se dê essa linda oportunidade. Aliás, para você e para o ambiente ❤

 

        4. Ganhe uma grana bem feliz: Dog Hero 

app-doghero

Já que você está em casa de pernas pro alto, que tal unir o útil ao agradável? Muitas pessoas viajam nessa época do ano e não têm onde e nem com quem deixar o cãozinho. Aliás, essa pessoa pode ser você. Então lhes apresento o incrível app “Dog Hero”!  Você cuida de catioros, ama eles e ganha um dinheirinho em troca, muuuuito amor envolvido 🙂

Para saber mais e entrar nessa, clique aqui.

E essas foram as dicas para esse mês! Lembre de sair com os amigos, curtir a família e visitar os orfanatos e asilos que estão esperando muito carinho!

Anúncios

Um comentário sobre “Recomendações culturais para o fim do ano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s