Bolhas de Sabão

É interessante observar como as bolhas de sabão são. Não vou falar de toda a química e física envolvidas nelas mas elas tem a beleza mais singela que já vi. Quer dizer, é só água e sabão mas ainda assim são incríveis e não há quem não goste delas ou queira tocar aquele brilho misterioso e colorido.

Outra coisa legal de observar nas bolhas de sabão é que dependendo de como você assopre elas saem em grande quantidade, pequenas, gigantes ou nem saem. Quando assopramos rapidamente muitas bolhas aparecem flutuando pelo ar, subindo e descendo… Ficando mais transparentes e pup! Somem. Quando temos um pouco mais de paciência de assoprar devagar as bolhas ficam bem grandes e se mexem de um jeito engraçado mas igualmente dançarino. Além de tudo isso, as bolhas ainda refletem as imagens. Sua esfera mostra tudo ao redor, inclusive quem a fez e quem está por perto.

Acredito que elas possam nos ensinar muita coisa. Quando temos paciência podemos ter coisas maiores na nossa vida. É só o fato de respirar fundo e soltar o ar vagarosamente.  E é incrível… As bolhas coloridas que voam juntas são como momentos. Temos que brincar com todos, mesmo os ruins. Afinal todos os momentos são únicos e eles nunca mais vão voltar quando desaparecerem. Pessoas também são assim. E a vida é curta e as pessoas são todas frágeis como bolhas de sabão. O importante é saber aproveitar e observar a beleza de cada um enquanto ainda existe. E quando acabar, ainda temos que ter fôlego para assoprar novamente e deixar que surjam mais bolhas coloridas.

Em algum momento o tubo com água e detergente vai acabar ou ser derramado. Mas não é no fim que temos que focar. Devemos nos focar que ainda existem bolinhas flutuando e que toda aquela água e sabão foram usadas para algo belo. Algo que você olha ao redor e vê as pessoas sorrindo também, pois é singelo.

Temos que viver nossas vidas sabendo que não somos eternos. Mas o que importa não é que os momentos ou as pessoas não vão estar sempre conosco, mas aproveitar e brincar com eles enquanto ainda estão conosco. E quando o nosso tempo de parar de brincar chegar, temos que ter a garantia de que as nossas bolhas de sabão simples e singelas ainda estão fazendo os outros sorrir. Que tivemos bons frutos e as crianças ainda podem sorrir. E no fim, alguém pega o tubinho e começa tudo de novo, num ritmo diferente e único. Que embora simples, é a beleza mais singela e significativa de todas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s